ZERO preocupada com a subida das emissões de GEE entre 2014 e 2015 em Portugal

3 Abr, 2017
207 Visitas

A associação ambientalista Zero alertou, nesta segunda-feira, para a subida de 7% das emissões de gases de efeito estufa (GEE) entre 2014 e 2015. Num texto publicado no seu site, a associação não-governamental revelou preocupação com o registo, pois desde 2005 que Portugal tinha vindo a reduzir as suas emissões a um ritmo médio de 3,4% por ano, sendo que, entre 2013 e 2014, a redução foi a mais baixa de todo o período (-0,5%).

Tendo por base os dados de Portugal relativos às emissões de gases com efeito de estufa, em 2015, disponibilizados recentemente pela Agência Portuguesa do Ambiente, a Zero defendeu uma mudança de políticas na produção elétrica e transportes.

De acordo com a agência Lusa, o ministério do Ambiente explicou que “o motivo principal para o aumento de emissões é a queda da ordem de 24% da produção hídrica em 2015”. O ministério liderado por João Matos Fernandes explicou, que depois de nove anos de descidas, o aumento registado deveu-se “a um ano desfavorável em termos de disponibilidade hídrica e à consequente maior utilização de carvão (sobretudo) e gás natural no setor electroprodutor”.

Portugal, segundo a Zero, está ainda a 10% do objetivo mínimo de redução de emissões para 2030 estabelecido pelo Programa Nacional para as Alterações Climáticas 2020/2030.