Unidade de Aveiro da Bosch prevê faturar 40M€ em 2019 com venda de esquentador

20 Mar, 2017
484 Visitas
Capturars

Autor:
Agência Lusa

A unidade da Bosch TermoTecnologia em Aveiro vai iniciar a produção de um esquentador que afirma ser inovador, esperando dentro de dois anos “faturar 40 milhões de euros” com a sua comercialização, anunciou hoje a empresa.

“Com a tecnologia de condensação, o novo produto apelidado de Therm 900 resulta de um enorme investimento da Bosch no país, que apostou numa equipa de investigadores e engenheiros de produção e qualidade para desenhar o novo aparelho”, adianta a Bosch, em comunicado.

“O novo esquentador será a grande aposta da Bosch para a conquista dos mais exigentes mercados nos próximos anos, com especial foco no mercado norte-americano”, sendo que, em 2019, “a Bosch pretende faturar 40 milhões de euros com a comercialização do aparelho”.

O projeto “destina-se a conquistar os mercados mundiais, com particular ênfase nos exigentes mercados norte-americanos. A criação do Therm 900 prova que, mais uma vez, o futuro tem uma assinatura portuguesa”, afirmou Sérgio Salústio, vice-presidente de engenharia da Bosch em Aveiro, citado em comunicado.

A Bosch está a investir cerca de um milhão de euros na extensão do seu armazém logístico em Aveiro e em seis novas docas de carga.

“Desta forma, a empresa, que exporta para mais de 60 países, pretende libertar área para extensão da produção e, consequentemente, aumentar a capacidade logística, minimizando custos”, refere a Bosch, adiantando que a nova área estará pronta em agosto deste ano.

A unidade da Bosch em Aveiro gere a unidade de negócio de soluções de água quente da divisão de TermoTecnologia do grupo alemão, coordenando as atividades mundiais para esquentadores e bombas de calor.

“Em 2016, a divisão cresceu fortemente, apresentando um aumento das receitas em cerca de 3,1% face ao ano anterior, para 3,3 mil milhões de euros”, adiantou a Bosch.

No início de dezembro passado, a Bosch assinou um protocolo com a Universidade de Aveiro para o desenvolvimento de soluções para casas inteligentes, num investimento de 19 milhões de euros, estando prevista a criação de cerca de 150 postos de trabalho.