10 dos melhores paraísos fiscais do mundo

22 Nov, 2016
4853 Visitas
istock-526531655qw

Autor:

Os paraísos fiscais são países ou territórios onde muitos empresários optam por investir o seu dinheiro para pagar menos impostos. Apesar de serem vistos como um meio para esconder dinheiro e bens, os paraísos fiscais apenas oferecem um sistema de tributação menos apertado.

A verdade é que, hoje em dia, uma gigantesca parte das fortunas privadas encontra-se investida em paraísos fiscais.
Fazer investimentos através de uma empresa registada num paraíso fiscal é perfeitamente legal, desde que os responsáveis paguem os seus impostos conforme exigido na lei.

Para os empresários, os paraísos fiscais oferecem inúmeras vantagens, como por exemplo baixos impostos sobre os ganhos.

Pode parecer que estamos a falar em negócios obscuros que apenas são possíveis naquelas ilhas com poucos habitantes, mas a verdade é que até na Europa existem países conhecidos por serem autênticos paraísos fiscais.

Se não faz ideia de quais são os países a que nos estamos a referir, fique com uma lista de dez dos melhores paraísos fiscais no mundo.

10 – Maurícias

Localizado no Oceano Índico, perto de Madagáscar, as Maurícias são um país que atrai muitos investimentos estrangeiros. Dezenas de empresas internacionais têm filiais estabelecidas no país.

9 – Mónaco

Este pequeno país não chega a ter 38.000 habitantes mas atrai muitos empresários e empresas dispostos a fazer investimentos. Porquê? Porque não existe qualquer imposto sobre rendimentos para residentes desde 1869.

8 – Suíça

51% dos ativos sob gestão nos bancos da Suíça vêm do exterior, o que faz com que país se torne num dos líderes globais em gestão de ativos.

7 – Bahrein

Situado na costa oeste do golfo Pérsico, o país é menos rico em petróleo que alguns dos seus vizinhos. Ainda assim, de acordo com a consultoria Ernst & Young, não existem impostos sobre a renda, ganhos de capital, vendas, propriedades, juros, dividendos ou honorários.

6 – Bermudas

Apesar de ser um território britânico as grandes empresas têm vindo a usufruir do regime de tributação das Bermudas, que não cobra qualquer imposto corporativo. Cerca de um quarto de todas as empresas da Fortune 500 tinham subsidiárias nas Bermudas em 2014.

 5 – Luxemburgo

Este pequeno país da UE continua a ser um paraíso fiscal através do qual várias multinacionais evitam o pagamento de impostos. É o principal centro bancário na zona euro.

4 – Hong Kong

Hong Kong é um dos paraísos fiscais emergentes. Tem o segundo maior mercado de ações da Ásia, depois de Tóquio, e revela a maior densidade de pessoas com fortunas de mais de 100 milhões de dólares.

3 – Ilha de Man

A Ilha de Man é considerada uma espécie de centro financeiro dos impostos baixos. Esta pequena ilha, localizada entre Inglaterra e a Irlanda tem um imposto sobre rendimentos extremamente baixo, e existem vantagens fiscais específicas para companhias não-residentes, isentas e internacionais.

2 – Ilhas Caimão

Neste momento, os bancos das Ilhas Caimão gerem mais de um trilião de dólares. Sendo um território britânico, com 200 bancos e mais de 95.000 empresas registadas, as Ilhas Caimão são o líder mundial no que toca albergar fundos de investimento.

1 – Bahamas

As Bahamas não cobram impostos diretos, portanto não existem tratados de dupla tributação com outros países. No entanto, este pequeno país assinou acordos de informação fiscal com 29 outras nações, incluindo EUA, Reino Unido e Canadá. Ainda assim, a divulgação de informações está limitada a questões criminais.