Microsoft solicita patente para centro de dados que poderá ser um santuário subaquático

9 Jan, 2017
1410 Visitas
istock-471179856

Autor:

A Microsoft deu continuidade ao seu plano para desenvolver centros de dados submersos, com um recente pedido de patente a sugerir que estes poderão vir a ser um santuário para a vida subaquática.

De acordo com o DCD, a empresa apresentou um pedido de patente para um “artificial reef data center”, que abrigaria um centro de dados numa câmara de pressão inserida numa estrutura que “deverá promover ativamente a vida no recife e sustentar todo um ecossistema”.

O principal autor é Ben Cutler, que liderou o “Projeto Natick”, envolvendo a demonstração do protótipo da Microsoft composto por um data center num recipiente de pressão submerso.

O projeto Natick operou durante dois meses a uma profundidade de nove metros e a cerca de um quilómetro da costa dos EUA. Depois dos testes iniciais, o protótipo chegou até a ser utilizado pela Cloud Azure.

Num evento em abril de 2016, Ben Cutler, disse que o conceito seria produzido, sugerindo mesmo que as versões futuras poderiam chegar aos 200 metros de profundidade e obter a sua própria energia através das ondas ou das marés.

Neste momento, a “US patent application 2016/0381835” especifica uma implementação com recipientes múltiplos mantidos sob pressão dentro de uma infraestrutura concebida para incentivar a vida marinha.

A patente, descoberta pelo site “Patent Yogi”, não é muito detalhada, mas os centros de dados propostos seriam arrefecidos indiretamente por água.

Além disso, os componentes seriam amovíveis, podendo ser levados para a superfície sem perturbar a vida marinha.