Maior consumo de café associado a menor risco de morte prematura

29 Ago, 2017
869 Visitas
cafe

Autor:

Um consumo de café mais elevado surge associado a um menor risco de morte, de acordo com uma investigação apresentada recentemente no “ESC Congress”. O estudo em que participaram quase 20.000 pessoas sugere que o café pode fazer parte de uma dieta saudável em pessoas saudáveis.

O objetivo deste estudo era examinar a associação entre o consumo de café e o risco de mortalidade num grupo de pessoas de meia-idade na zona do mediterrâneo.

A análise incluiu um total de 19.896 participantes do Projeto SUN (Universidad de Navarra), com uma idade média de 37,7 anos. Ao integrar o estudo, os participantes completavam um questionário alimentar previamente validado para recolher informações sobre o consumo de café, o estilo de vida, condições de saúde, entre outros.

Os participantes foram acompanhados durante uma média de dez anos. A informação sobre a mortalidade foi obtida pelas famílias e as autoridades.

Durante o período de dez anos, morreram 337 participantes. Os investigadores descobriram que os participantes que consumiam pelo menos quatro chávenas de café por dia tinham um risco 64% menor de mortalidade do que aqueles que nunca ou quase nunca consumiam café. Além disso, o risco também se revelou 22% menor para os participantes que consumiam duas chávenas de café por dia.

Foi examinado se o sexo, a idade ou a dieta mediterrânea tinham alguma influência sobre a associação entre o consumo de café e a mortalidade.

Posteriormente, foi também observada uma interação significativa entre o consumo de café e a idade. Naqueles que tinham pelo menos 45 anos de idade, beber duas chávenas adicionais de café por dia surge associado a um risco de mortalidade 30% menor. A mesma associação não foi significativa entre os participantes mais jovens.

Fonte:
ESCardio