Japão em destaque na maior feira de informática mundial, em Hanover

20 Mar, 2017
475 Visitas
iStock-516357942

Autor:
Agência Lusa

A maior feira de informática do mundo, a CeBIT, abre esta segunda-feira na cidade alemã de Hanover, com o Japão em destaque e foco em questões como a segurança informática, inteligência artificial e a “Internet das coisas”.

A abrir o certame, que junta milhares de participantes de todo o mundo, estarão a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro japonês, Shinto Abe, representando a terceira economia mundial, conhecida pelo seu papel nas inovações tecnológicas, em que investe milhares de milhões de dólares todos os anos.

Entre os mais de 200 conferencistas com comunicações agendadas, destaca-se Edward Snowden, o ex-analista informático que revelou como a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos vigiava as comunicações de cidadãos norte-americanos e estrangeiros, incluindo alegadamente a própria chanceler alemã.

Snowden falará no dia 21 por video-conferência a partir da Rússia, onde vive hoje para não ser julgado pelas autoridades norte-americanas, sobre o tema da segurança dos dados e privacidade.

Outro dos participantes, Ray Kurzweil, é o homem por detrás do departamento de engenharia da Google e delineará um futuro em que ‘nano-robôs’ microscópicos circulam pela corrente sanguínea dos seres humanos fortalecendo os seus sistemas imunitários e ligando-os à Internet.

Michael Kosinksi, professor da universidade norte-americana de Stanford, focará o assunto do “big data” (processamento de volumes astronómicos de dados) aplicado às redes sociais, evocando o método de análise que desenvolveu para fazer sentido dos “likes” na rede social Facebook e poder prever quer o comportamento quer as características dos utilizadores.

Um dos temas em destaque na CeBIT deste ano é a “Internet das coisas”, a noção de que dentro de três anos, haverá no mundo entre 20 mil milhões e 50 mil milhões de dispositivos capazes de se ligar à Internet e uns aos outros.

Este número de ligações torna mais urgente a adoção da norma 5G, capaz de transportar quantidades de dados 1.000 vezes superiores com uma velocidade cem vezes maior ao que se verifica hoje, o que será outro dos motes para o encontro.

Num setor em que a inovação é chave, mais de 400 novas empresas vão apresentar-se na CeBIT deste ano, que juntará ao todo mais de 200 mil participantes.