ENGIE vai construir parque eólico de 55MW na Mongólia

29 Ago, 2017
431 Visitas
iStock-509119344

Autor:

A companhia francesa de energia “ENGIE” anunciou que irá desenvolver e operar o seu primeiro projeto de energia renovável na Mongólia, o parque eólico “Sainshand” de 55MW, que beneficiará de 120 milhões de dólares em financiamento do Banco Europeu de Investimento.

O parque eólico de Sainshand começou a ser planeado ainda em 2009, e será construído a 460 quilómetros de Ulaanbaatar, perto da cidade de Sainshand.

A ENGIE anunciou na semana passada que ficará responsável pelo projeto, sendo que a construção deverá começar nos últimos meses deste ano.

Os serviços de engenharia, compras e construção serão fornecidos pela “China Machinery Engineering Corporation”. Além disso, serão utilizadas 25 turbinas eólicas “Vestas V110” de 2,2 MW.

Após a conclusão, o parque eólico de Sainshand fornecerá eletricidade suficiente para abastecer o equivalente a 130 mil pessoas e ajudará a apoiar os objetivos de energia renovável do governo da Mongólia.

“A ambição da ENGIE é fornecer acesso à energia para todos através de fontes de energia limpas e renováveis, especialmente para comunidades em desenvolvimento”, explicou Paul Maguire, CEO da ENGIE Ásia-Pacífico.

O parque eólico Sainshand, desenvolvido em plena consulta com as comunidades locais, também beneficiará de um pacote de financiamento de projetos, no valor de 120 milhões dólares, proveniente de um grupo de investidores internacionais organizado pelo Banco Europeu de Investimento (BEI) e pelo Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (BERD).

“O Banco Europeu de Investimento está empenhado em apoiar o investimento relacionado com o clima em toda a Ásia e tem o prazer de apoiar o desenvolvimento da energia eólica na Mongólia, que fornece uma alternativa ao uso do carvão”, disse Jonathan Taylor, vice-presidente do Banco Europeu de Investimento, em comunicado.