AMI Alimenta: Porque ajudar é mesmo um bem essencial

6 Mai, 2017
548 Visitas
Capturaras

Autor:

Com o acentuado aumento da população, a capacidade de resposta do planeta e das instituições de solidariedade está a atingir o limite.

Segundo a Assistência Médica Internacional (AMI), é “urgente alterar comportamentos e desenvolver estratégias para preservar o legado que pretendemos deixar às gerações futuras”.

A fundação procura dar o seu contributo através da venda de produtos solidários que promovem o consumo sustentável. Para isso, nasceu a AMI Alimenta, a primeira Marca Nacional de Solidariedade.

Segundo a fundação, este projeto “assenta no respeito pela sustentabilidade das empresas e dos produtores envolvidos, atribuindo primazia à produção nacional”.

Minimizando as deslocações dos produtos, que são produzidos e consumidos em Portugal, a AMI tenciona ainda ajudar a reduzir a pegada ecológica. No final, os fundos angariados revertem para o trabalho desenvolvido nas missões da fundação.

A AMI recorda que o projeto é dirigido a “todos os cidadãos que pretendam ajudar a alavancar a economia portuguesa ao escolherem produtos nacionais e de boa qualidade a um preço justo”. Ou seja, ao adquirir um produto AMI Alimenta “estará a ajudar uma causa sem despender dinheiro extra, apenas comprando produtos que já compraria de qualquer forma, para seu próprio consumo”.

A marca conta com uma gama de produtos de consumo básico como azeite, água, arroz, farinhas, legumes (cenouras, batatas e cebolas) e frutas (laranja, limões e maçãs).

Os produtos solidários AMI Alimenta já estão à venda nos supermercados ALDI e nas lojas Continente: Gaia Shopping, Mar Shopping (Matosinhos), Coimbra Shopping, Rio Sul (Seixal), Centro Colombo (Lisboa), Oeiras Parque, Guia (Algarve).